fotopolimerizador

O fotopolimerizador e as suas aplicações em procedimentos odontológicos

Não são só os aparelhos ruidosos que ficam gravados na memória de pacientes ao visitar consultórios dentários. O fotopolimerizador é bastante conhecido por causa da luz azul que emite. Aos olhos dos pacientes, pode não parecer, mas esse equipamento tem uma função indispensável em procedimentos odontológicos.

Acompanhe este blog para saber mais sobre o fotopolimerizador, assim como sobre suas aplicações!

Fotopolimerizador: a polimerização e o endurecimento das células

A fotopolimerização garante que procedimentos odontológicos tenham uma durabilidade maior. Mas, para isso ser possível, não precisamos apenas do equipamento em si.

Você deve conhecer a canforoquinona. Ela faz parte de muitos produtos odontológicos, como os compostos de resina, por exemplo. Além de ser também uma substância chave para o uso do fotopolimerizador. Isso porque a canforoquinona é um dos principais fotoiniciadores. Isso significa que a substância é sensível à luz azul emitida pelo equipamento. Graças a isso, podemos dar início ao processo de ativação. Ele é consequência da reação química desencadeada pela luz azul. Isso mesmo, a cor da luz também é um ponto essencial.

Essa ativação é denominada de polimerização, e é graças a ela que ocorre o endurecimento das células atingidas, pois a canforoquinona se torna mais resistente com esse processo. É dessa forma, portanto, que a fotopolimerização faz com que os procedimentos realizados possam ter uma durabilidade mais extensa.

Essa durabilidade, por sua vez, se dá por causa da cor da luz. O azul tem a capacidade única de aquecer as moléculas presentes na resina de maneira uniforme. Assim, em razão dessa consistência, o processo de endurecimento ocorre com mais eficiência.

Entretanto, como a luz azul exerce um papel fundamental no processo, sua intensidade também afetará esse endurecimento. Isso dependerá de como o dentista decidirá aplicá-la. Ele pode tanto aplicá-la de maneira mista como ininterrupta.

Aplicações do fotopolimerizador na odontologia

Colagem de bráquetes

Os procedimentos ortodônticos se beneficiam muito pelo uso do fotopolimerizador. O aparelho é aplicado constantemente em diversos tratamentos, conferindo maior praticidade a cada um deles. Como é o caso da colagem de bráquetes.

E é imprescindível termos em mente que um equipamento de qualidade faz toda a diferença. Não só porque torna o processo mais ágil, mas também por causa do resultado final da polimerização. Quanto melhor for o fotopolimerizador, maior a garantia de que a resina será endurecida adequadamente.

Cimentação

A fotopolimerização também é útil para prestar suporte a procedimentos de cimentação de diversas peças aplicadas por cirurgiões-dentistas, tais como coroas e pinos.

Restauração direta e indireta

A cárie é uma das doenças mais comuns e, muito provavelmente, ela compreenderá diversos dos atendimentos realizados na maioria dos consultórios. Seu tratamento envolve a restauração do dente afetado. Durante uma restauração direta, o tecido cariado é removido e depois se preenche a cavidade com o material adequado. Para finalizar o procedimento, utiliza-se o fotopolimerizador, de modo a devolver ao dente sua aparência original.

As restaurações indiretas, por outro lado, são realizadas em laboratório. A peça criada é depois enviada ao consultório do dentista, para que seja colocada na boca do paciente. Cabe ao profissional aderí-la ao dente tratado e fixá-la com o fotopolimerizador.

Clareamento dental

A aplicação do fotopolimerizador é a opção menos invasiva quando se faz clareamentos dentais com peróxido de hidrogênio. Ele é muito eficiente para reduzir ou eliminar manchas de dentes descoloridos e ainda torna o procedimento mais simples.

Escolhendo o fotopolimerizador ideal

Esses aparelhos estão sendo constantemente aperfeiçoados com o passar dos anos. Especialmente no que se refere ao LED utilizado. Por isso, quando você for procurar o melhor fotopolimerizador odontológico para utilizar no seu consultório, pode ajudar ter em mente algumas características importantes. Até porque a qualidade do aparelho conta muito, tanto para um endurecimento mais eficiente quanto para a comodidade do paciente e até mesmo a sua.

Sendo assim, procure um equipamento que proporcione:

  • alcance descomplicado à região dos dentes posteriores;
  • controle de potência e tempo;
  • aparelho ergonômico e leve para manuseio facilitado e conveniente;
  • cura segura, de alta duração, estável e veloz;
  • uniformidade na emissão de luz azul.

Para garantir a melhor compra, o ideal é receber ajuda especializada. Nós da OdontoMaster estamos sempre à disposição para auxiliar profissionais da odontologia com uma diversa gama de instrumentos de alta qualidade! O fotopolimerizador que você precisa está aqui com a gente. Entre em contato conosco e não perca a oportunidade!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.